• Carioca da Gema

"Uma casa de bambas-A HISTÓRIA DO CARIOCA DA GEMA NA lAPa"Depoimentos

Autor: Cesar Tartaglia


Paulinho Figueiredo, o amigo do samba

Não há quem, no mundo do samba, desconheça Paulinho Figueiredo (seu perfil está detalhado no capítulo 4). Sobre sua relação específica com o Carioca da Gema, o produtor musical conta:

O Carioca da Gema tem uma grande importância para o samba em geral, e, em especial, pra minha trajetória profissional. A casa veio completar minha experiência na produção musical. Tive a oportunidade de fazer esse trabalho em outras casas anteriormente, e o Carioca era algo que estava numa linha mais adiante, era onde o samba estava sendo muito mais respeitado, compreendido, com um afluxo de público bem maior. Vim do Arco da Velha, em 89, Candogueiro, em 90, depois Dama da Noite... Foram ótimas experiências, e então pintou a chance de fazer o Carioca como um grande prêmio na minha trajetória.

Tenho muito carinho pela casa. E ainda vejo nela a alma musical que lhe foi passada pelo Lefê, com sua genialidade, a sacada de ter dado impulso no renascimento daquela região pela via da música. Lembro que na época ninguém acreditava que a Lapa pudesse renascer. E esse mérito de acreditar, compartilhado pelo Tiago, pela Carol, pela Marianna, tem uma importância muito grande na história do Rio. Do nada eles tiveram de criar uma logística, tiveram de apostar num investimento de risco, e foram em frente. Era preciso ter muito tino, não só comercial, de enxergar oportunidades nesse negócio, mas também musical, de sacar que havia não só viabilidade, mas quase um dever de abrir espaço pra música naquele momento. O Carioca foi o impulso que faltava pra consolidar aquele movimento que surgia na Lapa – algo que estava acontecendo, mas ninguém sabia exatamente para que lado a coisa iria. O Carioca foi fundamental pra dar esse Norte. A Lapa tem a particularidade de ser uma coisa cíclica, e nessa época a região ressurgiu como grande polo cultural da cidade.

Tive o desafio inicial, que tornou minha ida para o Carioca um processo ainda mais importante na minha trajetória, de substituir o Lefê. Um desafio imenso, tanto que, ao ser convidado, a primeira coisa que fiz foi visitá-lo para pedir licença, pra saber se estava tudo ok. Foi um convite muito carinhoso da casa, mas por uma questão ética eu precisava me certificar de que, aceitando, não estaria passando por cima dele. Fui ao Carioca, sentei com ele e consultei: “Lefê, você está saindo? Você me dá licença de assumir isso, porque quero começar com a situação zerada”. Ele havia ficado por cerca de quatro anos, eu peguei por mais quatro. Muita coisa que eu já vinha amadurecendo profissionalmente se consolidou ali, na produção musical do Carioca. Coisas que eu vinha experimentando vi dar certo, se consolidar, no Carioca. A bagagem toda que eu vinha construindo nessas outras casas acabei botando ali, de uma forma bem profissional. E prazerosa.”

2 visualizações
(21)98556-0834
av.mem de sÁ, 79

Razão Social: thianas eventos Ltda.

CNPJ: 14.022.532/0001-34

© 2019 by Carioca da Gema