• Carioca da Gema

"Uma casa de bambas-A HISTÓRIA DO CARIOCA DA GEMA NA lAPa"curiosidades 4

Autor: Cesar Tartaglia


Casamento na delegacia


Noite do Tempero Carioca no Carioca da Gema. Salão lotado, Marquinho China, Agrião, Serginho Procópio, Basílio, Evandro, Nelci Pelé e Pizzott mandando bala no palco. Adentra o recinto ninguém menos que a então chefe de Polícia, Martha Rocha, que, naqueles idos de 2011, acabara de assumir o cargo no governo do Rio de Janeiro. Com ela, todo o Estado-Maior da dona dura fluminense. Thiago reserva-lhes a mesa de honra da casa, bem à entrada do salão, ao lado da mesa dos músicos. Alguns minutos depois, entra o compositor Toninho Geraes, com pinta de que já começara a ronda noturna em Santa Teresa, de lá pra Gamboa e de lá para a Lapa – como no seu posterior samba “Alma boêmia”. Ou seja, com a alma pinguça. No meio do salão, uma jovem loura iluminava a casa, sambando e cantando, sozinha – daquelas pessoas que apenas queriam se divertir. Geraes começa a arrastar a asa pra cima da moça, que, simpática mas firme, mostrou-lhe que só queria sambar. O músico, carinhosamente apelidado pelos amigos de Fura-Olho, não desiste, faz mais algumas graças, a jovem entra na brincadeira. Até que – não fosse ele o Toninho Geraes – o sambista a enlaça pela cintura, caminha com ela até a mesa dos policiais e solenemente roga à chefe de Polícia:

– Dona Martha, quero aproveitar sua presença aqui pra pedir que faça o nosso casamento! Confesso que abusei dela, e tenho de honrar meu compromisso. Agora tenho de casar!

Martha levou na boa, a moça idem e Toninho, percebendo que havia gastado inutilmente sua bala de prata, recolheu a asa, dedicando-se a curtir o Tempero, calminho até o fim da noite.

0 visualização
(21)98556-0834
av.mem de sÁ, 79

Razão Social: thianas eventos Ltda.

CNPJ: 14.022.532/0001-34

© 2019 by Carioca da Gema