• Carioca da Gema

"Uma casa de bambas-A HISTÓRIA DO CARIOCA DA GEMA NA lAPa"curiosidades 13

Atualizado: 22 de Abr de 2020

Autor: Cesar Tartaglia


Suingue simpatia

Noite de Luiza Dionizio, que se apresentava com sua banda. Olha o naipe: Alessandro Cardoso, Rodrigo Reis, Paulino, Netinho, esse povo... Toninho Horta, presente na plateia, é convidado a dar uma canja. O violonista, sócio fundador do mineiríssimo Clube da Esquina, sozinho no palco, toca e canta “Oh, Minas Gerais”, por tradição um hino extraoficial daquele estado. Dali a pouco, um a um, os músicos vão subindo ao palco e se juntam a Toninho na interpretação da música. Coisa bonita de se ver e ouvir, mas em dado momento o convidado pede pra parar tudo.

– Peraí, peraí, peraí!

Os músicos se entreolham, meio espantados, achando que alguma coisa havia dado errado – uma nota fora de lugar, alguma desafinação, um tropeço qualquer. Mas Toninho calara o palco para jogar lantejoulas nos músicos:

– Gente, quero dar um depoimento. Já toquei em todos os cantos deste Brasil, deste mundo, mas só no Rio de Janeiro eu consigo encontrar esse suingue aqui!

50 visualizações0 comentário