• Carioca da Gema

"Uma casa de bambas-A HISTÓRIA DO CARIOCA DA GEMA NA lAPa"curiosidades 11

Atualizado: Abr 22

Autor: Cesar Tartaglia


Embromation

Entre a rapaziada que cuida da portaria do Carioca da Gema não há um único funcionário com formação clássica em inglês. O parrudo Baby, por exemplo, não é capaz de ler “Ulysses” no original – de resto, 99% da raça humana – mas com tempo, rodagem e perspicácia foi se virando no idioma de Shakespeare, e hoje já pode encarar algumas leituras do bardo. Essa é a média do estafe no portão de entrada da casa. Mas um segurança que ainda engatinhava no embromation protagonizou alguns diálogos de surdos com a clientela que, por sua vez, não dominava o português. Seu inglês, para ficar sofrível, precisava melhorar muito.

Um desses diálogos dignos de Ionesco: o cliente visivelmente gringo chega para assistir ao show da noite. Nosso personagem dá uma pigarreada e, com propriedade, argui o visitante:

– Maineime?

Espanto do outro lado:

– What?

– Maineime pra to put in the – e falando bem devagar, no dialeto de Joel Santana, pro cliente entender – bo-le-ta, mister...

O coitado do gringo há de ter imaginado, aqui em tradução livre: “Mas what the hell deve ser o neime desse sujeito?” Por sua vez, o segurança, já esquecendo o pouco – ou nada – do seu limitado inglês, tentou explicar mesmo em português castiço da Vila Cruzeiro:

– Mermão, preciso do maineime pra botar aqui na boleta.

Nada. O gringo olhando pra ele e pensando: “Será que precisa de senha?”

– Mermão, tô pedindo na boa, na boa... Preciso do maineime pra botar na boleta, senão não dá pra entrar.

E emendando devagar, para se fazer entender: “Maineime, maineime...”

Deu-se o impasse mas, esperto, o segurança deu seu jeito. Mandou o cliente e o grupo que o acompanhava entrar, e cravou nas respectivas boletas: “gringo 1, gringo 2, gringo 3...”.

35 visualizações
(21)98556-0834
av.mem de sÁ, 79

Razão Social: thianas eventos Ltda.

CNPJ: 14.022.532/0001-34

© 2019 by Carioca da Gema