• Carioca da Gema

"Uma casa de bambas-A HISTÓRIA DO CARIOCA DA GEMA NA lAPa"curiosidades 10

Atualizado: Abr 17

Autor: Cesar Tartaglia


Sutil como um fenemê

No Palco Luiz Carlos da Vila, o músico Paulão Sete Cordas e seu filho Ramon Araújo faziam um dueto, interpretando “Sarau Para Radamés”, o belo chorinho que Paulinho da Viola compôs para homenagear o mestre Radamés Gnatalli. Uma apresentação comovente, de tal forma que os demais músicos, que faziam a noite com Paulão, desceram de seus lugares e juntaram-se à plateia, para beber aquele show de talentos. Mas como é nas demonstrações de perfeição que o diabo às vezes gosta de agir, no meio da performance de pai e filho uma espectadora, que malas as há em todo lugar, começou a gritar insistentemente:

– Clara Nunes! Toca Clara Nunes!

Os músicos reunidos à beira do palco chegaram a se afastar um pouco, porque previam que adviria chumbo grosso. Alguém comentou com o técnico de som Israel: “Isso vai babar!”. Babou. A moça, visivelmente tocada por uns drinques a mais, continuava:

– Clara Nunes! Clara Nunes!

Paulão e Ramon continuaram a tocar, mas finda a execução do chorinho, o sete-cordas, com a finura de um papel de embrulhar pregos, voltou-se para a jovem, que dera um derradeiro grito por Clara Nunes, e do alto do palco e dos seus quase dois metros, desabafou:

– Tá no São João Batista, pô! Leva flores pra ela!

0 visualização
(21)98556-0834
av.mem de sÁ, 79

Razão Social: thianas eventos Ltda.

CNPJ: 14.022.532/0001-34

© 2019 by Carioca da Gema