• Carioca da Gema

João Bosco é carioca da gema

Autor: Luis Pimentel Caricatura: Carlos Amorim

O homenageado deste mês não é carioca de nascimento, mas sim por adoção, de coração, integração, fato e direito. João Bosco, o grande compositor brasileiro que acaba de receber o Prêmio da Música Brasileira, em homenagem aos seus 40 anos de carreira – todos eles vividos no Rio de Janeiro, da Tijuca à Gávea, passando por toda a Zona Norte de Aldir Blanc – é mineiro, de Ponte Nova, mas o espírito carioca mora em seu coração.

E por falar em morar, diz um verso de Aldir, metrificado na medida para o talento

musical do velho parceiro de tantas canções, que João mora dentro da casca do seu violão. Ou melhor, mais apropriado, João é o próprio violão, com ou sem casca, pois sempre nos deu a impressão de que o instrumento, que ele domina como poucos, faz parte do seu corpo, músculo ou osso plantado no peito e acompanhando o remanso do braço.

João Bosco nasceu no frio de julho de 1946 (no dia 13), João Bosco deu os primeiros pulos e ensaiou os primeiros acordes ainda nas Gerais, em Ouro Preto, quando tentava ser estudante universitário exemplar. O exemplo durou até conhecer o poeta Aldir Blanc e o trem descarrilar de vez, vindo parar no Rio de Janeiro, nos bares e sinucas da Tijuca ou na redação do semanário O Pasquim, em Copacabana, jornal que lançava, no começo dos anos 70, uma série de discos de bolso (nos moldes do compacto simples, assunto para quem tem mais de 40 anos). O letrista e o melodista encaixaram uma obra prima chamada Agnus sei, o primeiro sucesso de uma dupla musical como poucas que já se viu na MPB.

Depois de construir obra monumental com a grife Bosco & Blanc – Miss Suéter,

Rancho da goiabada, Kid Cavaquinho, De frente pro crime, O bêbado e a equilibrista, entre tantas – João Bosco teve outros casamentos musicais (Capinam, Abel Silva, Antônio Cícero, Wally Salomão e o filho Francisco Bosco, por exemplo) e voltou a compor também com Blanc. O homem é assim: com quem quer que se junte para embaralhar as inspirações, vai sair coisa boa. Isso porque João é música em estado íntegro, com ou sem palavras.

Luís Pimentel

0 visualização
(21)98556-0834
av.mem de sÁ, 79

Razão Social: thianas eventos Ltda.

CNPJ: 14.022.532/0001-34

© 2019 by Carioca da Gema